Texto de Alessandra Maestrini dedicado á Rosaly Papadopol

    Compartilhe
    avatar
    Mary ~
    Corretor de imóveis
    Corretor de imóveis

    Mensagens : 586
    Data de inscrição : 26/12/2009
    Idade : 23
    Localização : São José dos Campos - SP
    18022010

    Texto de Alessandra Maestrini dedicado á Rosaly Papadopol

    Mensagem por Mary ~

    Por fontes seguríssimas de uma amiga, consegui um texto da nossa ruivinha, dedicado aos 30 anos de carreira da atriz Rosaly Papadopol. Um texto simples, com palavras sinceras e comoventes, foi escrito em 2004 pela atriz.

    Estava hoje mesmo me dando conta, com uma amiga, do que significa ser artista. Do quão difícil nos é responder ao cumprimento "E então? Quais são as novidades?" Se cada detalhe do dia já é uma história tão importante em si mesma, quem teria tempo para responder a uma pergunta dessas? Não sou de beber, não sou de barulho...mas sou capaz de ficar horas sentada em qualquer boteco ou restaurante, ouvindo histórias. As histórias que os olhos artistas de meus amigos absorvem e, generosamente, deixam vazar para os meus. Para os meus átimos e para o tempo que embebe - o tempo que, por densidade ou leveza, irremediávelmente acorda cada dia mais rico - tudo; e que o faz, por mais irônico que isto possa parecer: anacronicamente.

    Remexi nas minhas gavetas, ainda este mês, e abri uma agenda de quase uma década atrás. Considerei ser bastante tempo. Nela estava anotada a percepção do dia: "Artista é aquele que consegue abrir os olhos e continuar vendo o infinito.

    "Lembro de Maria Fernanda, filha de Cecilia Meirelles. Deus, como sabe contar bem uma história aquela mulher! Contava-me da libélula que pousara certa manhã no seu torrão de manteiga, desvirtuando com imensa poesia o café da manhã até ali perfeito. Depois, mais. Quando a história pegou o trem de um presente que dividia comigo, atravessando então dela para mim/de um para outro...já neste momento não tinha medida. E o tempo que conjugava obviamente já não era mais prisão de fatos, mas liberdade de acontecimentos. Então uma história é um relacionamento?"

    Quando soube da comemoração dos seus trinta anos de carreira, deu-me vontade de agradecer às agendas suas que não li e às libelulas das quais não me contaste. Deu-me vontade de agradecer à energia com que tens embebido o tempo. Agradecer as gargalhadas que dei contigo e Denise Machado nas noites de Pequi. A algumas cenas tuas que vi pela tv. Ao dia que te vi pela primeira vez e pensei, assim que cruzaste a porta: "TEATRO!"

    Energia é coisa que vibra. Descarece de cenário, figurino e texto. Por isso contamos histórias. Nelas, o que é infinito transborda. Atravessa e permanece. Aprendi com minha mãe: "Arte é ter algo a dizer e dizê-lo." É. Nada mal poder comemorar trinta anos de estar dizendo! Parabéns!

    Meu sincero e carinhoso abraço,
    Alessandra Maestrini


    Espero que tenham gostado do texto, e para quem quiser ver mais dessas homenagens (lembro: não da Alessandra), é só visitar o site da atriz Rosaly Papadopol clicando Aqui.

    "Agradeço á equipe do fotolog /barbarakoboldt pela colaboração"

    Marina - Equipe Maestrínicos
    Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking


      Data/hora atual: Sab Jul 22, 2017 1:51 am