Conheça as 10 Cariocas

    Compartilhe
    avatar
    PMatos
    Síndico
    Síndico

    Mensagens : 800
    Data de inscrição : 25/12/2009
    Idade : 25
    29092010

    Conheça as 10 Cariocas

    Mensagem por PMatos


    [/td]
    Celi, A Vingativa do Méier
    Adriana Esteves


    Celi parece que ainda mora na casa dos pais, de tanto tempo que passa lá. Quem não a conhece bem pode estranhar o fato da moça ser casada há cinco anos. Sabe como é, dizem que quando o filho não sai da casa dos pais é porque o casamento não vai bem. Mesmo boazinha, Celi de boba não tem nada – mas também não gosta de escândalo. Em vez de armar barraco por conta das suspeitas traições do marido, a boa moça prefere pagar na mesma moeda. Com direito a juros e correção monetária.
    Cris, a Invejosa de Ipanema
    Fernanda Torres


    Quando uma mulher é linda, rica, e ainda por cima mora de frente para a praia de Ipanema é natural pensar que ela leva a vida perfeita, correto? Mas equilibrar desejos, negócios, amantes, maridos e o horário no salão de beleza pode ser muito mais complicado do que parece. Pode perguntar para Cris (Fernanda Torres).
    Gleicy, a Internauta da Mangueira
    Cíntia Rosa


    Gleicy faz jus a todas as mulatas dos sambas da Mangueira. Tanto é que tudo que é homem na Estação Primeira sonha em experimentar aquele corpo de chocolate cheio de curvas. Claro que Gleicy tinha que ter um defeito: o marido. Muito bem casada, mantém as aparências de boa moça e excelente esposa. Virtualmente, no entanto, prova que é uma mulher maravilhosa.
    Clarissa, a Atormentada da Tijuca
    Paola Oliveira


    Clarissa (Paola Oliveira) é um diamante bruto. Não porque sua beleza precise de lapidação, muito pelo contrário, mas porque a moça distribui patadas contra qualquer homem que chegue perto dela. Apesar do método um pouco agressivo – ou talvez por conta dele, a verdade é que o pavio curto de Clarissa funciona como um ímã de cuecas.
    Alice, a Suicida da Lapa
    Deborah Secco


    Alice (Deborah Secco) reúne em si mesma algumas qualidades do bairro em que mora, a Lapa: é intensa e, à primeira vista, um pouco sombria, mas aos poucos vai mostrando sua sensualidade. Só quem já sofreu algum desgosto pode entender o humor refinado – e afiado – desta moça envolvente que ainda não decidiu o que quer da vida.

    Júlia, a Adúltera da Urca

    Sônia Braga


    Uma vida pacata, sossegada e confortável pode ser o suficiente para muitas mulheres. Era para Júlia, uma dona de casa, esposa e funcionária exemplar; autêntica moradora da Urca. Só que Júlia acabou descobrindo que adorava uma das coisas que mais desprezava: seduzir homens que não eram seu marido.
    Michelle, a Desinibida do Grajaú
    Grazi Massafera


    Quase nada é pior do que uma ex-gordinha. Salvo quando essa ex-gordinha se transforma em um mulherão. Ainda mais se ela for uma ex-moradora do Grajaú que tomou gosto pelas frescuras da Zona Sul. Pior é quando ela precisa voltar para o bairro de origem e descer do salto alto adquirido pela fama efêmera. Experimenta mexer com Michelle.
    Maria Teresa, a Traída da Barra
    Angélica


    Até descobrir que era traída pelo marido, Maria Teresa levava uma vida perfeitamente satisfatória. Depois da traição descoberta, Maria Teresa resolveu que ia conseguir, a qualquer custo, revidar na mesma moeda. Nem que para isso ela tivesse que ir atrás de todos os homens da Barra.
    Nadia, a Noiva do Catete
    Alinne Moraes


    Nadia (Alinne Moraes) é o tipo de mulher que cuida de si mesma. Ela sabe que não pode lavar roupa com uma pele macia como a dela. Nem esconder um corpo sinuoso como aquele em uniformes. E que seria um pecado trancafiar seu rosto em um escritório. Nadia é justa, sem dúvidas. Mas sua melhor qualidade é o altruísmo: adora fazer os homens felizes.
    Marta, a Iludida de Copacabana
    Alessandra Negrini


    Marta é o tipo de mulher que faz questão de vender uma imagem perfeita. Para todos os autos, é casada, mora na Zona Sul e tem uma filha. A rotina, como a de qualquer boa mãe de família que se preze, se resume a passear no calçadão, fingir se importar com a ousadia da babá e lembrar, ocasionalmente, da existência do marido. No geral, a vida de Marta é o mais normal e pouco surpreendente possível. Até agora.
    Compartilhar este artigo em: diggdeliciousredditstumbleuponslashdotyahoogooglelive

    Nenhum comentário.


      Data/hora atual: Ter Dez 11, 2018 4:59 am